Como o mobile impacta na educação infantil

06/05/2016

Um caso inusitado de uma família, na qual os pais trocavam a senha da wifi diariamente para que a filha fizesse os afazeres, fez sucesso na internet. O tema abordado parece engraçado, mas a realidade é outra: o impacto da era mobile na educação infantil e juvenil.

O desafio de controlar o tempo dos filhos nos celulares e tablets já está até inserido na rotina dos consultórios psicológicos. “É importante avaliar qual a função do celular na rotina do adolescente. Em algumas situações, o uso assíduo do mesmo pode ser reflexo de sentimentos não verbalizados (tristeza, ansiedade, baixa autoestima) e o mundo virtual se torna um “refúgio””, explica a psicóloga, Carolina S. de Almeida.

A popularização dos smartphones traz consigo uma crescente demanda de controle e limites perante os usuários. Mas quando os utilizadores são crianças e adolescentes? Neste caso o processo parece simples, mas não é. É de incumbência dos pais desenvolver hábitos na rotina do jovem que eduquem a forma correta de usar os dispositivos móveis. Navegar na internet não pode se tornar um problema sério que atrapalhe as tarefas cotidianas, como dormir, escovar os dentes, fazer os deveres, arrumar o quarto ou ajudar nas tarefas domésticas.

A psicóloga Carolina acrescenta: “O imediatismo da adolescência é atenuado com a rapidez da comunicação eletrônica; cabe aos responsáveis impor limites e ressaltar as prioridades na rotina dos filhos, que ainda estão em processo de amadurecimento e formando opiniões”.

Como lidar com uma geração que já nasceu imersa na tecnologia?

O fantástico no mundo da tecnologia é a possibilidade da internet em fornecer soluções para as problemáticas criadas por ela. É o que explica o Diretor de Tecnologia da Tekann, Alison Mann, ao lembrar que existem aplicativos que ajudam os pais a regularem o tipo de conteúdo e tempo de exposição da criança com o uso que fazem da tecnologia. “No uso doméstico é possível usar Apps como Modo Infantil para Android ou usuários específicos para as crianças nos equipamentos com as configurações de restrição habilitadas no próprio sistema operacional. Existem também aplicativos pagos como “McAfee Family Protection” e “Net Nanny” com vários recursos avançados”, descreve.

Mann acrescenta que também existem aplicativos para o setor corporativo: “Usa-se MDM’s (Mobile Device Management–Gerenciamento de Dispositivos Móveis) com soluções consolidadas no mercado como AirWatch e MobileIron”, explica.

Como o mobile impacta na educação infantil
Voltar para a página inicial